Acompanhe nossas novidades. Quer receber nossos posts?

Obrigado por se cadastrar!
Desculpe, mas algo deu errado. Por favor, tente novamente.

Há meses você vem se preparando para finalmente realizar o sonho de adquirir um lugar para chamar de lar. E sem dúvida o financiamento bancário poderá facilitar o acesso ao seu novo imóvel. Mas a esta altura deve estar se perguntando: O que é preciso para financiar um imóvel?

Para sua sorte, o post de hoje é para você! Esperamos que esse material possa tirar suas dúvidas e lhe ajudar a comprar seu imóvel. Leia até o final!

Condições de financiamento

Para conseguir um financiamento, você deve ter no mínimo 18 anos e no máximo 80 anos de idade. Conheça outras condições:

  • Pelo Programa Minha Casa Minha Vida, o financiamento pode chegar a 90% do valor do imóvel nas faixas 2 e 3 e 100% na faixa 1;
  • Para financiamento de imóveis novos pela Caixa Econômica Federal, o valor financiado pode chegar a 80%, enquanto para imóveis usados fica limitado a 50% do valor do bem;
  • O valor da parcela não pode comprometer além de 30% da renda bruta mensal;
  • O prazo máximo de quitação da dívida é de 35 anos.

Comprovação de renda mensal

Assalariados podem comprovar renda por meio da apresentação de seus três últimos contracheques. Já os autônomos devem apresentar uma das seguintes opções:

  • Contrato de prestação de serviços;
  • Declaração do IR;
  • Declaração do sindicato da categoria;
  • Recibo de recebimento de trabalhos prestados;
  • Declaração Comprobatória de Recepção de Rendimentos (Decore), feita por um contador.

Aqueles que não possuem comprovação formal de renda ainda pode obter o financiamento, mediante alguns critérios específicos.
Então, com toda a documentação reunida, o banco fará a análise do seu cadastro onde serão considerados outros compromissos financeiros que você tenha e verificadas eventuais restrições junto aos serviços de proteção ao crédito. Se tudo estiver de acordo com os critérios do financiamento, em alguns dias o empréstimo é liberado.

Documentos

Neste quesito, o Programa Minha Casa Minha Vida tem regras bastante simples. Para quem se enquadra na Faixa 1, por exemplo, basta apresentar o RG em uma agência da Caixa Econômica Federal (CEF) ou na prefeitura do seu município, sem necessidade de comprovação de renda.
Para as faixas 2 e 3, além do RG, também será necessária a apresentação do CPF, comprovante de endereço com no máximo três meses de emissão (conta de água, luz, telefone, etc.) e comprovante de renda, também emitido nos últimos três meses.

Se a pessoa não tem como comprovar renda formal basta apresentar extrato de movimentação de conta-corrente dos últimos seis meses e a última declaração de Imposto de Renda (IR), com o recibo de envio. Quem não declara IR basta assinar uma declaração que é emitida pela CEF.
Mas se você pretende pegar um financiamento pelo SFH deverá comprovar o estado civil e também apresentar:

  • Certidão de Nascimento ou de Casamento, conforme o caso;
  • Certidões negativas estadual e federal que comprovem a inexistência de processos judiciais e criminais;
  • Certidão negativa de débitos relativos a tributos federais e dívida ativa da União;
  • Carteira de Trabalho com cópia da folha de rosto, da página relativa ao contrato de trabalho, da opção pelo FGTS e das alterações salariais, se for assalariado;
  • Certidão Negativa de Propriedade de Imóvel, caso a pessoa queira recorrer a um recurso do FGTS;
  • Comprovação de renda compatível com o valor do financiamento desejado.

Não há nada melhor que ter um lugar para chamar de lar, não é mesmo? Espero que nossas dicas tenham te ajudado bastante. Agora aproveite que ainda está por aqui e compartilhe este artigo com seus amigos e familiares que também estão sonhando com a compra da casa própria!